“Alcançar a igualdade de género é fundamental para a sobrevivência do planeta”, Julia Simon Diretora da Mary Kay

Seguindo as atuais taxas de progresso, prevê-se que mais de 2,1 mil milhões de mulheres e raparigas vão viver em países que não irão alcançar nenhumas das metas chave identificadas para a igualdade de género em 2030.

A Mary Kay Inc, uma das maiores empresas do mundo de venda direta de produtos de cuidado da pele e maquilhagem, completa agora 58 anos e reforça o seu apoio ao empoderamento económico das mulheres e a igualdade de género através de uma série de compromissos e parcerias em todo o mundo, como o lançamento de um documento de posição a dar as boas-vindas à Estratégia de Igualdade de Género da Comissão Europeia para 2020-2025.

A empresa também se juntou ao Programa “Drivers of change” inserido no Generation Equality Forum, um evento que teve lugar em Paris e reuniu virtualmente cerca de 50 mil pessoas registando um valor de 40 mil milhões de dólares em investimentos para a igualdade de género como forma de apoio ao “Global Acceleration Plan”, um plano de ação a ser desenvolvido nos próximos 5 anos. Vinte e seis anos após a Declaração de Pequim, o Fórum convocado pela ONU Mulheres e coorganizado pelos governos do México e da França, foi o “momento mais crítico numa geração para investir na igualdade de género e acelerar o impulso para a segurança e liderança das mulheres e oportunidade económica.”

No início de 2021, Deborah Gibbins, COO da Mary Kay, juntou-se ao encontro de igualdade de género do Pacto Global da ONU para discutir como a empresa capacita mulheres empresárias em cerca de 40 mercados e destacou os dados recentemente divulgados pelo Banco Mundial que mostram que, em média, em todo o mundo, as mulheres têm três quartos dos direitos legais dos homens.

“Leis discriminatórias, preconceitos e estereótipos de género, violência contra mulheres e raparigas – todas essas são questões globais e devem ser abordadas em parceria com os setores público e privado e organizações da sociedade civil em todo o mundo”, afirma Julia Simon, Diretora Jurídica e de Diversidade na Mary Kay. “Alcançar a igualdade de género é fundamental para a sobrevivência do planeta e a reconstrução de economias e sociedades mais sustentáveis e prósperas”, reforça.

Outra prova da sua essência, de uma marca criada por uma mulher e feita para mulheres ao manter-se uma defensora global do empoderamento e do empreendedorismo das mulheres, é a sua missão no Women’s Entrepreneurship Accelerator (WEA), uma organização iniciada pela Mary Kay em conjunto com cinco agências parceiras da ONU. O WEA comprometeu-se a educar e capacitar cinco milhões de mulheres empresárias nos próximos 10 anos.

Com um investimento de 5.000 dólares Mary Kay Ash criou em Setembro de 1963, a sua empresa de cosmética, começando desde logo a construir um legado de empoderamento feminino, tendo dedicado a sua vida a apoiar outras mulheres e a ajudá-las a despertar o seu potencial. Seis anos após abrir as portas, Mary Kay Ash atribuiu o primeiro Cadillac cor-de-rosa às cinco Diretoras Top de Vendas independentes. Neste mesmo ano teve início a construção da primeira fábrica da Mary Kay em Dallas, Texas (EUA). Ao criar empreendedoras e ao fazer com que todas as mulheres se sintam importantes, Mary Kay Ash encorajou, motivou e inspirou todos à sua volta.

 

 

Artigos Relacionados: