Ana Moreira: «Os compromissos de Sustentabilidade passaram a ser considerados um mínimo a ter»


Atualmente um dos fatores que distinguem uma marca das restantes é a sua resposta aos temas que são importantes para os consumidores.

No caso das marcas da Unilever o propósito é bem claro: «Fazer com que todas as pessoas vivam de forma sustentável», explica Ana Moreira, Diretora de Food Solutions, Communications & CMI da Unilever FIMA e da Gallo Worldwide.

Das marcas de limpeza e lavagem de roupa até às marcas alimentares, todas sem exceção estão empenhadas em reduzir ao máximo o impacto ambiental e para isso têm em marcha uma série de iniciativas. Ana partilha com a Líder a visão da empresa para melhorar a saúde do Planeta.

Licenciada em Administração e Gestão de Empresas pela Universidade Católica e Marketing and Advertising certificate pela New York University, Ana iniciou a carreira como trainee na Unilever FIMA em Portugal, tendo assumido diversas funções de Marketing e Customer Marketing na área Alimentar, entre as quais Marketing Manager Ice Cream (in-home and out-of-home) e Marketing Director Foods.

Reunimos algumas marcas que se destacam no panorama da Sustentabilidade para nos desvendarem quais as suas metas para um futuro mais verde. Ana Moreira aceitou o desafio.

«A Unilever é uma empresa de marcas e pessoas com um grande propósito: fazer com que todas as pessoas vivam de forma sustentável.

O mundo mudou, mas as questões relacionadas com as alterações climáticas e a preservação dos recursos naturais tornaram-se correntes, pelo que os compromissos de sustentabilidade deixaram de ser vistos como algo bom de ter, para passarem a ser considerados como um mínimo a ter.

Atualmente um dos fatores que distinguem uma marca das restantes é a sua resposta aos temas que são importantes para os consumidores. Este é o fundamento da sua orientação para o propósito.

As marcas da Unilever estão a colocar em prática o seu propósito. Transversalmente a todas as marcas, e até 2025, todas as embalagens de plástico serão desenhadas para serem reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis. Vamos reduzir para metade a utilização de plástico virgem e ter embalagens com mais de 25% de plástico reciclado.

As marcas de limpeza e lavagem de roupa – como SKIP, Cif e Domestos – têm a visão de incorporar os princípios da economia circular ao nível das embalagens e das fórmulas utilizadas. Até 2030, temos como objetivo substituir todo o carbono derivado de combustíveis fósseis utilizado nas fórmulas dos seus produtos por carbono renovável ou reciclado.

Já as marcas alimentares – como Knorr, Olá e Hellmann’s – estão focadas em ajudar as pessoas a transitarem para dietas mais saudáveis e em reduzir o impacto ambiental da cadeia alimentar. Disponibilizamos cada vez mais alimentos de origem vegetal alternativos à carne e laticínios e, até 2025, queremos duplicar a quantidade de produtos que fornecem uma nutrição positiva, uma vez que contêm uma grande quantidade de vegetais, frutas, proteínas ou micronutrientes, como vitaminas, zinco, ferro e iodo. Vamos continuar ainda a apostar na diminuição da quantidade de calorias e do teor de sal e açúcar nos nossos produtos e a ter em consideração a origem sustentável dos ingredientes.

Só assim poderemos melhorar a saúde do Planeta, protegendo e regenerando a natureza, sem esquecer a saúde e o bem-estar das pessoas que nele habitam».

Pode ler todas as intervenções na edição de primavera da revista Líder.

Artigos Relacionados: