CEGOC apresenta handbook “Future of Soft Skills”


De forma a impulsionar a empregabilidade dos indivíduos e incrementar a performance coletiva das organizações, nesta era de aceleração e transformação exponencial, o Grupo CEGOS – representado em Portugal pela CEGOC – apresentou recentemente o handbook “Future of Soft Skills”. O documento dá conta da realidade complexa a que assistimos, na qual os modelos de negócio tradicionais estão a ser sistematicamente ultrapassados por empresas, em muitos casos, com menos de dez ou quinze anos de existência; e onde a Inteligência Artificial e as alterações tecnológicas profundas obrigam a que todos nós tenhamos de estar constantemente a (re)aprender para conseguirmos acompanhar o ritmo por vezes avassalador da mudança.

Nesse seguimento, a CEGOC alerta para a necessidade das empresas precisarem, cada vez mais, de pessoas criativas, ágeis e adaptáveis, capazes de conviver e lidar com as mudanças constantes mercado. É ainda fundamental complementar a aquisição de um quadro de competências iminentemente técnicas inerentes ao saber fazer mais “hard” de cada profissão, com a aquisição e desenvolvimento de “soft skills” emocionais, comportamentais, sociais e humanas – competências que nenhuma tecnologia consegue (para já) substituir e que prometem vir a ser os ativos mais procurados pelos recrutadores.

No entender de Fátima Gonçalves, Head of Learning & Development Solutions e Digital Learning Coordinator na CEGOC, “estas mudanças profundas levam a que todos e cada um de nós precisemos de estar constantemente a aprender para melhor nos adaptarmos às flutuações e modificações inerentes à nossa função, profissão ou ambiente de trabalho”.

Artigos Relacionados: