Cisco prevê aumento exponencial de tráfego IP nos próximos cinco anos

A Internet é constituída por milhares de redes públicas e privadas em todo o mundo. E, desde que se tornou real em 1984, é atravessada por mais de 4.7 Zettabytes de tráfego IP. É o mesmo que dizer que todos os filmes alguma vez criados atravessam as redes mundiais de IP em menos de um minuto.

Contudo, isto é apenas o início. Segundo o último relatório anual Visual Networking Index (VNI) da Cisco, em 2022 haverá mais tráfego a atravessar as redes globais do que em todos os “anos de Internet” anteriores até ao ano de 2016. Por outras palavras, será criado mais tráfego em 2022 do que nos 32 anos que passaram desde a criação da Internet.

De onde virá o tráfego? De todos nós, dos nossos equipamentos e da forma como utilizamos a Internet. Até 2022, 60% da população global serão utilizadores da Internet. Mais de 28 mil milhões de dispositivos e conexões serão online. E o vídeo preencherá 82% de todo o tráfego IP.

“A dimensão e a complexidade da Internet continua a crescer de forma que nunca imaginámos. Desde o primeiro relatório VNI em 2005, o tráfego aumentou 56 vezes, acumulando 36% de crescimento anual, tendo em conta que mais pessoas, equipamentos e aplicações acedem às redes IP”, refere Jonathan Davidson, senior vice president & general manager, service provider business, da Cisco.

“Os fornecedores de serviços em todo o mundo estão focados na transformação das redes para melhor gerir e direcionar tráfego, enquanto oferecem experiências da mais elevada qualidade. A nossa investigação contínua ajuda-nos a obter e a partilhar informação valiosa sobre a tecnologia e as transições de arquitetura que os nossos clientes devem fazer para serem bem-sucedidos”, acrescenta.

Artigos Relacionados: