Como evitar aplicações fraudulentas

Com a informação correta, pode ser relativamente fácil detetar e evitar o download de aplicações falsas e ser alvo de fraude.

“Um dos exemplos mais recentes teve a ver com a aplicação COVID-19 Tracker. Em momentos de crise de proporções internacionais é comum haver inúmeras campanhas de ciberataques que podem levar a situações relacionadas com furtos de identidade, vírus, bloqueio de dispositivos ou utilização de métodos tecnológicos que levem os utilizadores a revelar dados pessoais e/ou confidenciais (phishing). Por isso, é importante ter informação de como nos podemos proteger, já que, com a informação correta, pode ser relativamente fácil detetar e evitar aplicações falsas”, salienta Davide Silva, head of Marketing da Go4Mobility.

Para evitar situações fraudulentas, a Go4Mobility, empresa na área das Comunicações Móveis, Messaging e Serviços Digitais, elaborou uma lista de conselhos que pode ajudar os utilizadores a evitar situações de fraude.

        1. Verificar o número de vezes que a app foi descarregada
          Uma app que tenha sido lançada recentemente por um “pequeno” programador por norma não deverá ter um grande número de downloads. Se for esse o caso, esse é um comportamento que pode indicar downloads falsos. Quanto maior o número de downloads, aumenta também a sua fiabilidade.
        2. Confirmar a pontuação e comentários dos utilizadores
          Os comentários e reviews dos utilizadores são muito importantes. Esteja atento ao número de classificações atribuído à app. Quanto maior o número, mais segura será a aplicação. Seja cauteloso com aplicações com classificações baixas e, se a taxa de download para a classificação não fizer sentido, pense duas vezes antes de descarregar a aplicação. Veja e filtre os comentários. É que as apps fraudulentas podem ter comentários falsos, normalmente repetidos, e apenas com uma palavra ou uma linha a atribuir a classificação máxima.
        3. Ler a descrição e apresentação da app
          Dentro da página de cada app, podemos saber mais. Podemos ler ou ver vídeos de resumo ou a apresentação da mesma. Valorize textos bem escritos, sem erros gramaticais e com descrições completas.
        4. Pesquisar sobre o programador da app
          A pesquisa sobre o programador da aplicação pode revelar muito sobre o conteúdo e teor da mesma. Pesquise no Google, verifique se existe algum site oficial e se tem certificado de segurança SSL, o qual demonstra que o Google confia no site.
        5. Ler a política de privacidade da aplicação
          Caso uma app reúna dados pessoais ou confidenciais do utilizador deve mencionar este facto na política de privacidade, normalmente disponível para consulta na parte inferior de todas as listagens das aplicações. As apps que solicitam permissões perigosas e sem política de privacidade são uma grande bandeira vermelha.
        6. Instalar apps sempre através dos fabricantes oficiais
          Não aceda a links que estejam disponíveis online para descarregar aplicações. Ao navegar fora da Play Store (Google) ou da App Store (Apple) pode fazer download de um software suspeito. Além disso, as lojas oficiais avaliam todas as aplicações antes de as disponibilizarem, verificando a sua autenticidade.

Artigos Relacionados: