Conduza a sua empresa ao sucesso

O livro CEO Manual de Sobrevivência – 52 Lições para liderar é O Livro que gostaria de ter lido no início da minha carreira profissional quando saí da faculdade. Este livro tem a ambição de ser um guia poderoso, muito prático, bem ao estilo manual de sobrevivência do CEO, nas suas primeiras cinquenta e duas semanas. Este livro é sobre boas práticas de liderança de pessoas, e de gestão de uma empresa, direcionadas muito especificamente para a função de Chief Executive Officer.

Em última instância, e cada vez mais no mercado globalizado e acelerado atual, todos somos “CEO”, nem que seja de nós próprios, na gestão das nossas carreiras, na gestão das nossas vidas.

O livro foi estruturado para mais fácil leitura em 11 temas principais nomeadamente: Os Primeiros Tempos – Estratégia e Organização – Operacionalização- Gestão de Talento – Meritocracia – Ferramentas de gestão para CEO – As 5 regras de ouro do executivo – Gestão Financeira – Sustentabilidade – Gestão Emocional – Futuro e Tecnologias.

Para cada tema principal desenvolvo um conjunto de princípios subjacentes, ou boas práticas do que deve fazer, e/ou que não deve fazer. Ao todo, desenvolvo 52 princípios, um princípio para cada semana no primeiro ano de atividade na sua empresa, esperando claro que haja muitas mais!

Muitos dos exemplos que apresento no livro foram testados com sucesso em empresas como a Affinity Portugal, cujo core business é centrado em serviços de consultoria em tecnologias de informação, e projetos empresariais como o Keywork, plataforma Cloud para empresas de serviços tecnológicos ou empresas com elevados níveis de recrutamento.

Este livro destina-se a académicos de escolas de business ou gestão, novo CEO que esteja a dar os primeiros passos ou aos outros que já contam uns valentes quilómetros. Se perder alguns minutos a pesquisar em livrarias online, FNAC, Wook, Amazon, encontrará pouca ou nenhuma literatura que o ajude a ser o mais eficaz possível na função de CEO, logo à primeira, conjugando a teoria com a prática. Existem sim milhares de obras em matérias de gestão e liderança transversais à organização.

Literatura técnica com as principais práticas concretas para o ajudar a ser o melhor CEO possível, evitando os erros clássicos que muitos de nós naturalmente cometemos, quais as prioridades, os temas centrais a desenvolver e aprofundar, quais as decisões e alternativas possíveis, verificará que pouco ou nada existe.

Um leitor também poderá oferecer este livro ao seu CEO atual se achar que lhe pode ser útil…

Devo dizer que a função de CEO tem sempre os seus momentos solitários, que devemos encarar com naturalidade. Este livro poderá ajudar um leitor a reforçar alguma ideia que já tenha, alguma decisão difícil que tenha de tomar. Verá que não está sozinho nesta caminhada.

Este livro traduz ainda uma ideia de liderança e gestão de empresa baseado numa ideia de meritocracia, modelo que acredito que funciona e que me tem trazido muitos bons resultados. Para este modelo funcionar, um processo de feedback e follow-up de qualidade são essenciais, estes devem ser rápidos, constantes e brutalmente transparentes.

Na cultura portuguesa, temos muita dificuldade em ser transparentes, em dizer aquilo que pensamos, mas também receber críticas de forma construtiva. E até agradecer as críticas! Muitos líderes têm dificuldade em dizer o que pensam de uma performance, um trabalho mal feito, um objetivo não cumprido, para não ferir a outra pessoa. Aceitam desculpas do mercado, da concorrência, da crise, não somos competitivos, dos astros desalinhados, a lista é longa! Não ser transparente com o seu colaborador é faltar-lhe ao respeito, é enganá-lo! E isso, para mim, não é gerir bem. Por outro lado, num modelo meritocrático, o líder, pode e deve ser também criticado, confrontado com as suas decisões ou ações desalinhadas com a estratégia ou a cultura da empresa.

Quantos líderes conhecemos capazes de ouvir críticas honestas, construtivas dos seus colaboradores mais capazes – os A-Players? À primeira vista, uma meritocracia pode ser interpretada de fora como um modelo duro. Mas por trás de uma empresa verdadeiramente meritocrática está uma empresa humilde, preocupada com as suas pessoas e ao mesmo tempo exigente e ambiciosa. Qual é o melhor modelo para a sua empresa? Cada líder deve tomar essa decisão!

Eu já decidi e por isso decidi desenhar essa ideia, fundamentá-la e partilhá-la através deste livro.

Espero sinceramente que este livro possa ser muito útil a um número alargado de pessoas. Este é o livro que gostaria efetivamente de ter lido quando comecei a minha caminhada de CEO em 2012. Olhando para trás, teria provavelmente tomado algumas decisões mais rapidamente, teria focado muito mais determinados aspetos da empresa muito mais rapidamente. Em síntese, não teria passado por algum sofrimento desnecessário.


Por Carlos Pais Correia, CEO da Affinity

Artigos Relacionados: