De regresso ao escritório, isto é o que as pessoas querem e esperam das empresas

Depois da experiência do teletrabalho e do ainda presente clima de Pandemia e risco de contágio por COVID-19, a maioria das pessoas não quer regressar a um espaço onde não existam medidas sanitárias, um bom equilíbrio entre vida profissional e pessoal e flexibilidade.

A crise pandémica e os seus efeitos no mercado de trabalho impactaram as expectativas dos trabalhadores em relação aos seus empregadores. Parte das ações esperadas está vinculada ao novo modelo de trabalho após o regresso ao escritório. Um estudo da consultora em RH Robert Walters identifica os pontos em que as pessoas marcam as suas exigências:

– Maior equilíbrio entre trabalho e vida pessoal

– Semanas de trabalho com menos dias

– Mais colaboração

– Dias mais curtos

– Oportunidade para atividades pessoais

 

A partir das novas expectativas dos trabalhadores, a consultora refere também as medidas que as empresas devem tomar para fazer os funcionários sentirem-se mais seguros ao adotar o modo presencial:

– Cumprir os protocolos de higiene e distância mínima necessária

– Apoio no cuidado da família

– Gerir adequadamente casos confirmados ou suspeitos de covid-19

– Entregar equipamento de proteção individual

– Ter um distintivo ou certificação que garanta o cumprimento das medidas sanitárias

 

“A pandemia mudou tudo”, comenta François Pierre-Puech Country Manager da Robert Walters Portugal, que refere que um dos maiores desafios das empresas para alinhar as suas políticas internas aos novos interesses dos trabalhadores é mudar a mentalidade dos gestores. “Trata-se de mudar a forma de pensar dos empregadores para que se entenda que esse tipo de ação é importante para as pessoas, principalmente quando vai promover maior produtividade.”, diz o responsável.

Artigos Relacionados: