Fundação Ageas tem 1500 euros para 10 projetos de inovação social

A Fundação Ageas lançou um programa que pretende ser uma resposta ao aumento do desemprego em Portugal em resultado da crise pandémica. O Relança-te é um percurso de capacitação e motivação que dura oito meses e inclui um bootcamp, um programa de aceleração e incubação e um grupo de formadores e mentores experientes. Todas estas fases preveem um processo de seleção e só os projetos selecionados seguem para a fase seguinte.

Para Célia Inácio, presidente da Fundação Ageas – uma instituição particular de solidariedade social dedicada ao voluntariado corporativo, empreendedorismo e inovação social – “a crise pandémica que vivemos aumentou drasticamente a percentagem de desempregados em território nacional. A Fundação Ageas quer ser parte da solução, evitar o desemprego de longa duração e ajudar a relançar a economia, através da capacitação de pessoas, mas também da motivação, por forma a voltarem a acreditar que é possível recomeçar.”

O Impact Hub Lisbon, parceiro estratégico da Fundação Ageas, será responsável pela gestão e implementação do programa. “Pretendemos relançar carreiras e apoiar os empreendedores na construção do seu projeto”, diz Francesco Rocca, gestor da Impact Hub Lisbon, um conceito que nasceu em Londres em 2005 e chegou a Alcântara em Lisboa em 2016. É uma rede de polos de inovação e desenvolvimento de startups com mais de 15 mil membros espalhados por mais de 100 locais.

Para apoiar a mudança para o empreendedorismo, o programa oferece uma bolsa de 1500 euros a cada um dos 10 projetos selecionados para os três meses de incubação. A ideia é promover a transição dos novos desempregados para o autoemprego, apoiar projetos de empreendedorismo sustentável, com responsabilidade social, ambiental ou económica, bem como com modelos de negócio sustentáveis e objetivos de impacto adaptados ao mundo futuro.

A quem se destina

A quem tenha mais de 21 anos e ficado numa situação de desemprego, lay-off ou registado uma significativa redução do seu rendimento; a quem já iniciou um projeto de empreendedorismo sustentável ou gostaria de criar um projeto desta natureza.

O candidato deve ter disponibilidade total para participar no programa de aceleração e desenvolvimento, bem como aceitar um elevado nível de compromisso. As candidaturas para a primeira edição estão abertas até 12 de outubro.

Artigos Relacionados: