Guia para pais: Aprenda a planear os cuidados infantis em tempos incertos

As famílias nunca estiveram sob tanta pressão para gerir uma quantidade enorme de incertezas. Hoje, um dos desafios para os pais de crianças em idade pré-escolar é saber lidar com a incerteza constante. A falta de creches torna tudo instável: para a maioria das famílias, as escolas são uma parte crítica da educação das crianças.

Sem a escola presencial, os pais sentem uma grande incerteza em todas as outras áreas das suas vidas – desde a capacidade de trabalhar até à saúde mental. E com as creches a impor limites ao tamanho das turmas e outras que optam por não reabrir após o confinamento, o stress estende-se à maioria dos pais com filhos menores de 12 anos.

Face a isto, Avni Patel Thompson, a autora de um artigo da Harvard Business Review descobriu que é importante ajudar os pais a construir planos que respondam às suas necessidades específicas, mas que também podem ser adaptados para uma série de situações. Eis três etapas para fazer o seu plano, sugere Thompson, fundador e CEO da Modern Village, empresa de software para tornar mais fácil a vida dos pais que trabalham fora de casa.

Comece com as suas prioridades

Os pais já são mestres em estabelecer prioridades, mas em tempos de maior incerteza, é preciso proteger as coisas mais importantes. Faça uma lista de todas as prioridades possíveis na vida da sua família. Para torná-la menos assustadora, concentre-se apenas no próximo trimestre. Em seguida, escolha as três que deve proteger mais.

Por exemplo, um pai solteiro que vive perto de avós de alto risco pode priorizar a saúde, o seu trabalho e a saúde social e emocional da sua família. Um casal que trabalha com filhos em idade escolar pode dar prioridade ao seu relacionamento, logística e ambos os empregos. Uma lista inicial de prioridades poe incluir, por exemplo: família alargada; relacionamento com o parceiro + filhos; educação e aprendizagem extra; saúde física; saúde social / emocional + mental; socializar com amigos; carreiras; e saúde financeira

Identifique opções para cada prioridade

Agora que já tem as principais prioridades familiares definidas, considere a melhor forma de maximizar cada uma usando três conjuntos de opções: Plano A, Plano B e Plano C. O Plano A pode ser o que é ideal, assumindo que tudo está a decorrer como planeado. O Plano B é o seu backup clássico para quando A falha pelos motivos mais óbvios, como um cuidador doente, uma lesão inesperada, um conflito de agendamento e assim por diante. Por fim, o Plano C é a sua rede de segurança, uma opção potencialmente mais drástica se os dois primeiros deixarem de ser eficazes.

Coloque os planos em ação

Com os planos e opções identificados, é hora de contar com a ajuda de outras pessoas e criar planos semanais viáveis. Comunique os pontos de alto nível do seu plano com as pessoas – desde a sua babá a vizinhos prestativos e outros pais na comunidade com quem você possa estar a colaborando durante a pandemia.

Com planos de alto nível em vigor, é hora de executar com eficiência. Descobrimos que quanto maior a incerteza, maiores os ganhos no planeamento proativo em comparação com a reação de última hora. “As famílias com as quais trabalhamos descobrem que dedicar apenas 10 minutos no domingo à noite para planejar a semana que vem resulta em menos coisas perdidas, uma capacidade de antecipar pontos difíceis e um sentimento geral de coesão e colaboração familiar. Também descobrimos que essa abordagem economiza cerca de 20 minutos por dia, gastos em pesquisas, debates e decisões – um número que facilmente soma 10 horas críticas por mês”, conta Avni Thompson.

Para começar, agende uma reunião semanal permanente com o seu parceiro (domingo à noite, quando as crianças estiverem na cama, é um bom horário). Em seguida, use este guia para percorrer as seis áreas principais:

Revisão de cronograma: identifique as suas reuniões e itens de alta prioridade para os quais precisa de tempo.

Turnos de creche: decida quem cuida da recolha e entrega para a escola e creche

Plano de refeições: anote uma lista rápida de almoços e jantares – nada muito especial – para economizar tempo e energia valiosos durante a semana.

Lembretes importantes: converse sobre tudo e aquilo que tem de se lembrar.

Afazeres domésticos prioritários: escolha no máximo cinco tarefas para dividir e adicione-as à programação.

Planeamento de backup: falem sobre as partes mais complicadas da semana e como o Plano B e o Plano C entrarão em ação se o Plano A falhar.

 

Artigos Relacionados: