IKEA e Space10 exploram novas tecnologias para repensar a vida em casa

A multinacional sueca de decoração IKEA, junto com o seu hub de inovação Space 10, lançou o projeto Experiências Quotidianas, uma série de propostas e protótipos digitais que exploram como as tecnologias de amanhã podem redefinir a vida em casa.

Se o confinamento nos ensinou alguma coisa foi que a casa precisa de ser mais do que um sítio onde vamos dormir. É onde vivemos grande parte das nossas vidas e onde alguns passarão cada vez mais tempo a trabalhar- a tendência é para que o trabalho à distância seja mais frequente mesmo após a pandemia. Neste sentido, os gastos com mobiliário (interior e exterior) revelam-se cada vez mais uma necessidade.

Em resposta à Era COVID-19, a IKEA aproveitou o momento para lançar uma série de conceitos radicais criados por várias empresas de design que exploram a questão: como é que as tecnologias de amanhã redefinirão a maneira como vivemos em casa? A plataforma EverydayExperiments.com reúne alguns dos estúdios de tecnologia e design mais inovadores em áreas como a inteligência artificial, machine learning e realidade aumentada.

A coleção inclui 18 experiências que aplicam a tecnologia mais recente à experiência da vida quotidiana. Por exemplo, com a inovação Extreme Measures podemos divertir-nos a calcular as dimensões de um determinado espaço com a ajuda de um elefante insuflável; com o sistema de som ótico Man vs Machine, uma aplicação de realidade aumentada, pode “ver” a música no espaço. Eis algumas dessas experiências em mais detalhe.

Ouvir e ver o som
Com o sistema de som óptico Man vs Machine, o estúdio de design ManvsMachine mostra como a realidade aumentada permite visualizar o som que sai das colunas. O sistema imagina o som como um arco-íris tecnicolor de areia fluindo pelo chão.


Imaginar as prateleiras perfeitas
E se pudesse projetar a colocação de prateleiras olhando apenas para uma parede? Shelve é um protótipo técnico para uma aplicação de realidade aumentada que faz um scan às paredes da sua casa para revelar novas maneiras de desenhar o espaço. Ao usar esta aplicação poderá rapidamente ver como planear e customizar as suas prateleiras.

Apontar e reparar objetos
Outra inovação que não deixa ninguém indiferente é o Point and Repair concebido pelo Random Studio. E se seus móveis lhe pudessem dizer como se sentem, desafiam os criativos. O sistema usa câmaras de realidade aumentada e rastreamento de objetos para permitir que a pessoa aponte literalmente para uma peça de mobiliário, faça a digitalização e permita que a automação detete o que está partido e como pode ser arranjado. Sem sensores integrados nos móveis, como é que uma câmara pode ver que falta um parafuso no interior do móvel? Parece ficção, mas não é.

Construir um esconderijo
Fort Builder é um protótipo técnico que faz lembrar os tempos de criança e a alegria de construir algo e depois destruir logo a seguir. Este projeto permite usar objetos reais da sua casa, fazer uma pilha, colocando-os uns sobre os outros, ignorando as limitações da gravidade, até decidir largá-los e tudo cair.


Gestos para mudar a iluminação da sua casa
O Light Gestures introduz tecnologias emergentes usando os gestos, de modo a conseguir que interaja de forma natural com a iluminação da sua casa inteligente. Por exemplo, imagine que apertando o punho em direção a um conjunto de luzes da sala para desligá-las ou fazendo um “shh!” em direção ao seu equipamento de som inteligente com o dedo indicador pode diminuir o volume.

Elefante insuflável que é a nova fita métrica
Extreme Measures é como se fosse um amigo que ajuda a calcular as dimensões e volume dos espaços. Permite colocar um elefante insuflável em qualquer lugar da casa para medir o espaço que tem: aquela área debaixo da cama, aquele recanto de baixo da escada. O elefante, ao entrar no espaço, enche-se de ar até aos limites da área que quer medir.

Artigos Relacionados: