Inês Simões: «O grande desafio das marcas é colocar as emoções no centro de tudo»


A forma como olhamos para a vida dita o nosso bem-estar, físico e mental. O grande desafio das marcas é, mais do que nunca, surpreender, colocar as emoções no centro e, se possível, com uma componente fun adequada.

Esta leitura é feita por Inês Simões, a diretora de Comunicação Corporativa e Marca do Grupo Ageas Portugal. Com uma comunicação esclarecedora, durante a pandemia a companhia tem lançado serviços e produtos para uma maior proteção dos clientes e tem continuado a apoiar a cultura e as comunidades mais vulneráveis através da Fundação Ageas.

«É preciso alinhar prioridades, colocar a energia no sítio certo e, neste caso, claramente no campo da proteção, da proximidade, da solidariedade, da emoção», alerta Inês, que tem a ambição, juntamente com a sua equipa, de tornar a Ageas numa love brand.

Colocámos a pergunta: Estamos a viver uma nova vida para as marcas? a alguns líderes, Inês Simões aceitou o desafio.

«Vivemos num novo mundo – marcas, empresas, pessoas -, em que temos de nos moldar, a nós, aos nossos hábitos e prioridades, e onde o sentimento de proteção é maior do que nunca. Queremos proteger a nossa vida e saúde, a família, a saúde financeira, a estabilidade, o futuro… e essas necessidades ganham a dimensão certa quando são percebidas pelas empresas e decisores. É preciso alinhar prioridades, colocar a energia no sítio certo e, neste caso, claramente no campo da proteção, da proximidade, da solidariedade, da emoção.

É desta forma que o Grupo Ageas Portugal enfrenta a situação que vivemos, perante clientes, parceiros, colaboradores e sociedade. Não cabe neste espaço a quantidade e relevância de iniciativas desenvolvidas, apenas um grande sentimento de orgulho por termos conseguido colocar os nossos colaboradores em tempo recorde com as condições certas para estarem protegidos e em segurança; manter a proximidade com parceiros e fornecer as ferramentas certas para poderem continuar a acompanhar clientes; manter uma comunicação clara e esclarecedora, mas também lançar novos serviços e produtos para maior proteção dos nossos clientes; continuar a apoiar a cultura, mesmo em tempos difíceis, e as comunidades mais vulneráveis através da Fundação Ageas. Este foco é contínuo, mas reforçado em contexto de pandemia.

O grande desafio das marcas é, mais do que nunca, surpreender, colocar as emoções no centro de tudo e, se possível, com uma componente fun adequada… afinal, a forma como olhamos para a vida dita o nosso bem-estar, físico e mental».

[O testemunho foi publicado na edição n.º 12 da revista Líder.]

Artigos Relacionados: