Israel é um dos principais hotspots de startups

Muitas vezes chamada de “nação startup”, Israel tem a maior concentração de startups per capita a nível global, afirma o Fórum Económico Mundial num artigo sobre cidades que são centros de inovação no mundo. Com poucos recursos naturais disponíveis, Israel tem abraçado a inovação em vários setores: água, agricultura e Tecnologias de Informação e Comunicação.

Gigantes globais da tecnologia, como Google e Microsoft, viram enormes oportunidades e potencial em Israel e por isso apoiam startups no país com investimentos e aquisições.

Muitos empreendedores que conseguiram “saídas” bem-sucedidas tornam-se empreendedores em série e patrocinadores de novas empresas que estão a ser formadas pelo grande fluxo de capital humano em Israel. É este ciclo virtuoso que mantém o ecossistema sustentável e vibrante.

O serviço militar obrigatório de Israel desempenha aqui um papel importante ao fornecer programas exclusivos para recrutas que aumentam as suas habilidades tecnológicas e ajudam a nutrir a sua mentalidade criativa – tudo para os incentivar a seguir um caminho empreendedor depois de deixarem o serviço militar.


A Autoridade de Inovação de Israel ampliou o seu mandato para promover ainda mais o ecossistema de inovação. Este órgão é responsável pelo desenvolvimento da infraestrutura de inovação, fornece subsídios e apoio financeiro para tecnologias inovadoras e faz a ponte entre a economia israelita e o exterior.

Tem havido um aumento significativo do investimento em empresas de IA-Inteligência Artificial, bem como em setores tradicionalmente fortes, como a segurança cibernética, as ciências biológicas e as Fintech.

Lior Akavia, cofundador e CEO da Seebo, uma startup de IA baseada em Tel Aviv que permite aos fabricantes prever e prevenir perdas de produção, diz que na última década o cenário de startups israelitas floresceu, particularmente em áreas como IA – e isso foi impulsionado pela riqueza de talentos locais.

“Israel ocupa o terceiro lugar no número de startups de IA globalmente, e estamos a ver nascer mais unicórnios de IA todos os anos”, diz Akavia. “Os empreendedores israelenses têm um olho aguçado para identificar necessidades não satisfeitas em vários mercados e combiná-las com a fonte de talento e criatividade de alta tecnologia – em segurança cibernética, saúde digital ou produção avançada. O ecossistema de startups de produção avançada, em particular, cresceu exponencialmente nos últimos anos, com mais de 260 startups ativas.”

Artigos Relacionados: