Mercedes lança o novo Classe E

Há 120 anos, o nome de uma menina de onze anos esteve na génese da primeira marca de viaturas de luxo do mundo. A 02 de abril de 1900, a Daimler-Motoren-Gesellschaft (DMG) decidiu chamar Mercédès aos seus automóveis em homenagem à filha de Emil Jellinek, empresário que teve um papel crucial no desenvolvimento da marca.

O primeiro veículo a adotar esta denominação, o Mercedes 35 OS, causou sensação na semana de corridas de Nice em março de 1901. Tal deveu-se não apenas à sua tecnologia altamente avançada – permitindo que vencesse várias corridas – mas também porque o seu design era extremamente elegante.


O Mercedes 35 cv é considerado o protótipo do automóvel moderno e, com sua arquitetura progressiva, tornou-se um modelo para toda a indústria automóvel. Paul Meyan, então secretário-geral do Automobile Club of France, disse após a semana da corrida: “Entrámos na Era da Mercedes”. O nome foi registado como marca comercial a 23 de junho de 1902, tendo sido depois alterado para Mercedes-Benz, após a fusão das empresas Daimler e Benz, em junho de 1926.

Diz a própria Mercedes que o modelo com maior sucesso na história da marca é o Classe E, com mais de 14 milhões de unidades comercializadas desde 1946. Quando a produção foi retomada após a segunda guerra mundial, o primeiro veículo a entrar em produção foi o modelo 170 V, lançado em 1936, inicialmente como veículo para os serviços de emergência, polícia, comércio e vendas. Pouco tempo depois seguiu-se uma nova versão como o primeiro veículo ligeiro de passageiros Mercedes-Benz pós-guerra em 1947.

O modelo 180 de 1953 com carroçaria monobloco e forma de “Ponton” estabeleceu novas tendências tecnológicas e também formais, seguido em 1961 pelas versões de quatro cilindros do modelo “Fintail”. O próximo passo importante surgiu sete anos mais tarde com o “Stroke Eight” e a chegada do primeiro modelo coupé assinalou o alargamento das variantes de carroçaria disponíveis. O sucesso deste modelo foi superado novamente pelo seu sucessor da série 123 em 1976. A série 124 dos anos 1984 a 1995, que também estava disponível na variante de cabriolet de quatro lugares, foi a primeira a receber a designação de Classe E em meados de 1993. Desde aí, sucessivas gerações do Classe E têm garantido sucesso de vendas até ao modelo atual que seduziu mais de 1,2 milhões de clientes em todo o mundo.


Aliás, os clientes do Classe E estão entre os admiradores mais fiéis da estrela da Mercedes-Benz: oito em cada dez clientes do Classe E Limousine permanecem fiéis à marca no momento da compra do próximo veículo. Tudo isto para dizer que a Mercedes vai lançar a nova geração Classe E. Poderíamos ter apresentado todas as características técnicas, design e segurança do novo modelo mas, para isso, pode consultar o site da marca.

Por Filipe Vaz

Texto incluído na íntegra na última edição da revista Líder.

Artigos Relacionados: