«Nada ensina a ser empreendedor», lamenta o Presidente da Fiat Chrysler e da Ferrari

No último dia do Building the Future, evento virtual sobre a era digital liderado pela Microsoft e desenvolvido pela iMatch, José Neves, Fundador da Fundação José Neves e John Elkann, Presidente da Fiat Chrysler Automobiles e da Ferrari partilham as suas visões, do ponto de vista do empresário e do filantropo.


Em cima da mesa estava o potencial da tecnologia em melhorar a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas e enfrentar questões globais que são fundamentais para o futuro. Ambos estiveram de acordo num ponto que José Neves resumiu: “O que esta pandemia fez foi acelerar as mudanças tecnológicas que já existiam.”


“Em dois anos iremos registar uma evolução tecnológica que em tempos sem pandemia demorariam 5-10 anos”, frisou John Elkann. A boa noticia, diz, é que “é possível realizar a mudança”, desde que saibamos mudar mentalidades.

O que temos de saber fazer melhor é converter em empresas o conhecimento, os níveis de escolaridade adquiridos pelos empreendedores e as suas startups. Mas “nada ensina a ser empreendedor.”

Os empresários podem vestir a capa de mentor e ajudar a estimular e partilhar o seu conhecimento e experiência, isso pode ser feito, mas depois falta algo- “Hoje temos falta de coragem”, destacou.

Que aptidões são hoje mais valorizadas?  Segundo dados da Brighter Future, as aptidões que mais cresceram entre 2010 e 2018, foram as Ciências, Programação, Orientação ao Serviço, Design de Tecnologia e Perceção Social.

Aptidões de aprendizagem destacadas em 2020

Além destas, em 2020 houve duas aptidões emergentes por aparecem pela primeira vez em destaque entre as que são essenciais nos próximos anos: Aprendizagem Ativa e Estratégias de Aprendizagem.

Ambas estão relacionadas com a capacidade e eficácia de aprendizagem, que já vinham sendo mencionadas como importantes no contexto da automação. O facto de surgirem agora no top das aptidões mais relevantes para o futuro, sugere que ganharam ainda mais preponderância com a crise pandémica.

Como se definem estas aptidões e quais as profissões em que são mais relevantes? A Aprendizagem Ativa define-se como a capacidade de compreender as implicações da nova informação para os processos de decisão e de resolução de problemas atuais e futuros. Atualmente, esta aptidão é particularmente relevante em profissões qualificadas como Engenheiro químico, Biólogo e Médico.

No sentido inverso, as aptidões cuja intensidade média de utilização mais decresceu entre 2010 e 2018 foram: Gestão de Recursos Financeiros, Reparação, Gestão de Recursos Materiais, e Instalação e Análise de Operações.

Artigos Relacionados: