O Mundo aqui tão perto

Ainda se lembra de como vivíamos antes de 11 de março de 2020? Foi há pouco mais de três meses que a Organização Mundial da Saúde declarou que o surto de COVID-19 atingiu o nível de Pandemia e, no entanto, tanto mudou. O vírus atacou a humanidade e adormeceu profundamente a economia global paralisando cadeias de produção e a quase totalidade de setores de atividade como o do Turismo, Aviação, Restauração ou Automóvel.

Se o setor publicitário pode ser visto como um termómetro da economia, porque vive entre as marcas e os consumidores, os números falam por si: segundo o relatório do OberCom de abril de 2019, “O Mercado Publicitário em Portugal prospectivas gerais e cenários de futuro”, o investimento publicitário mais do que quadruplicou de 2002 a 2017, mantendo a mesma perspetiva até ao fatídico dia 11 de março passado. A partir desse momento, vários especialistas de agências de compra de Media estimam a queda do investimento na ordem dos 50%, com a estagnação do consumo e a alocação de budgets remanescentes dos maiores anunciantes a ações de responsabilidade social.

Em Portugal, o impacto deverá ser maior do que em economias mais avançadas tendo em conta que a estrutura de investimento em publicidade ainda destina a fatia de leão à televisão. Nos EUA, o maior mercado publicitário do mundo, perspetiva-se que, em 2021 a Internet lidere o investimento publicitário, com um valor que ascende aos 116 mil milhões de dólares.

Mercados onde o digital lidera já estão mais preparados para comunicar com as audiências em período pós pandemia onde a consolidação do comércio online e comunicação digital veio para ficar. A tão propalada viragem para o digital, apresentada como solução milagrosa para marcas, agências e instituições pode pecar por tardia. Entender que, afinal, a internet não é apenas uma montra de divulgação de produtos, mas sim um meio muito eficaz, se trabalhado através de sofisticadas técnicas de performance de marketing e vendas, levará rapidamente à conclusão que a formação e aprendizagem dessas mesmas técnicas não se fazem em apenas dois ou três dias.

Uma das soluções, que só será uma possibilidade para os mais preparados, é a exportação de serviços. Portugal apresenta caraterísticas que permitem que a prestação de serviços para países da Europa central ou para os EUA não seja vista como deep offshoring devido ao nosso domínio da língua inglesa, a nossa timezone alinhada com o Meridiano de Greenwich, o goodwill gerado por eventos como a Websummit e não menos importante, a visibilidade de competências nacionais graças à instalação de projetos piloto em solo nacional devido à qualidade da nossa engenharia, infraestruturas e redes de telecomunicações, como por exemplo o projeto Critical TechWorks da BMW com a Critical Software.

Uma vez mais tomando como exemplo o setor publicitário, já exportámos criativos para cargos de topo e temos casos de sucesso que trabalham de Portugal para o mundo como é o caso da: SOAP que exporta cerca de 50% do seu total de faturação para a Europa e Estados Unidos da América. Filipe Carvalho, que com a sua Foreign Affairs e um Emmy ganho, que conquistou a América ou BroCinema que acabou de produzir um filme, em Portugal, tendo Nicolas Cage como protagonista.

Segundo o estudo produzido pela Deloitte e a APAN – “O Impacto da Publicidade”, o setor da publicidade gera 500 milhões de euros diretos para o PIB nacional tendo um efeito multiplicador na atividade económica que chega aos 2,5 mil milhões de euros. O estímulo à concorrência, inovação e, claro está, ao consumo, são vitais para que o mundo continue a girar. A verdade é que nunca tivemos tantas ferramentas que nos aproximassem de mercados maiores e com um motor tão preparado para arrancar. Vamos usá-las porque o mundo está aqui tão perto!


Por Ricardo Carvalho, CEO da Lisbon Project e managing partner da Thasis

Artigos Relacionados:

Centro de preferências de privacidade

Cookies necessários

Publicamos cookies neste site para analisar o tráfego, memorizar as suas preferências, otimizar a sua experiência e apresentar anúncios.

PHPSESSID, __gads, _ga, _gid, gdpr[allowed_cookies], gdpr[consent_types], wordpress_test_cookie, woocommerce_cart_hash, woocommerce_items_in_cart, _gat_gtag_UA_114875312_1
IDE
__cfduid