Piloto espacial e Criador de viagens de realidade aumentada estão entre as melhores profissões em 2030

Quais serão as competências mais bem pagas e as carreiras de sucesso dentro de 10 anos? Irá a tecnologia matar empregos e agravar a desigualdade ou irá criar trabalho mais significativo e sociedades mais saudáveis? Para estudar esta questão, que tem preocupado a humanidade desde que os avanços tecnológicos se apoderaram de certos trabalhos manuais, a Adecco, empresa de recursos humanos e outsourcing, compilou informação de várias fontes.

De acordo com a empresa de consultoria em tecnologias digitais Cognizant e o portal de notícias sobre tecnologia ZDNet, estas são algumas das funções que irão emergir ao longo da próxima década:

Guia de loja online: Concentrar-se-á na satisfação do cliente através de aconselhamento virtual utilizando o conhecimento do produto online.

Agente de dados pessoais: Assegurará que os consumidores recebam dinheiro pelos seus dados pessoais. Haverá um agente que estabelecerá os preços e executará as transações.

Assistente pessoal de memória: Função assente em contactos com pacientes e partes interessadas para gerar especificações para experiências de realidade virtual.

Criador de viagens de realidade aumentada. Colabora com engenheiros talentosos e artistas técnicos para desenvolverem viagens de realidade aumentada para os clientes.

Controlador de tráfico: Monitoriza sistemas automatizados de gestão rodoviária e do espaço aéreo para garantir que não ocorrem erros.

Criador de partes do corpo: Cria partes vivas do corpo para atletas e soldados.

Conselheiro de bem-estar para os mais velhos: Atenderá às necessidades físicas e mentais das pessoas idosas.

Cirurgião cerebral: Irá aumentar a memória dos pacientes quando atingirem a sua capacidade.

Pilotos espaciais, guias turísticos e arquitetos. Proporcionarão vida em postos avançados lunares.

O que temos de saber para vencer em 2030

Ao analisar as principais tendências tecnológicas e empresariais atuais, a Adecco questiona: quais as competências mais procuradas dentro de uma década? Há três principais conjuntos de competências de que os trabalhadores necessitarão para assegurar as melhores carreiras no futuro, segundo o centro de estudos da consultora de organizações McKinsey Global Institute:

Competência cognitiva superior: literacia e escrita avançada, pensamento crítico, análise quantitativa e competências estatísticas. Utilizada por médicos, contabilistas, analistas e escritores.

Competência social e emocional: comunicação avançada, empatia, adaptabilidade e a capacidade de aprender continuamente. O desenvolvimento empresarial, a programação e o aconselhamento, que são consideradas carreiras de sucesso no futuro, requerem estas competências.

Competência tecnológica: competências informáticas básicas a avançadas, análise de dados e engenharia, por exemplo. É provável que estas competências venham a ser as mais bem pagas.

Artigos Relacionados: