SEAT paga benefícios recorde aos colaboradores

Os colaboradores da SEAT vão receber um pagamento bruto recorde de 1550 euros a 15 de abril, mais 45,1% do que em 2018.

Pelo quarto ano consecutivo, após a aprovação do acordo coletivo em 2016, a empresa distribui um pagamento de benefícios pelos resultados obtidos. Nos últimos quatro anos, a SEAT pagou quase quatro mil euros a cada colaborador.

A este propósito, o vice-presidente de Recursos Humanos, Xavier Ros, afirmou: “2019 foi mais uma vez um ano recorde para a SEAT graças aos profissionais que fazem parte da empresa. Este pagamento de benefícios é histórico; é a nossa forma de agradecer a todos pelo empenho e dedicação em alcançar os excelentes resultados do ano passado, que também foi um ano difícil”.

O pagamento do benefícios de 2019 é o mais alto da história da SEAT e é também 250 euros superior ao máximo previsto pelo acordo coletivo. A empresa, em resposta ao pedido do sindicato da UGT e da CC.OO., decidiu distribuir um bónus extra em reconhecimento dos esforços dos colaboradores durante o ano passado.

Como consequência da situação extraordinária resultante da COVID-19, a SEAT definiu na segunda-feira passada um pacote de medidas, que incluem um Regulamento de Trabalho Temporário (ERTE) por motivos de força maior, que se aplica apenas às pessoas que interrompem a sua atividade laboral devido ao Coronavírus. Além disso, a SEAT vai complementar o subsídio de desemprego até atingir 80% do valor equivalente aos seguintes termos: salário + suplemento assistencial multiplicado por 14, dividido por 12.

Artigos Relacionados: