“Ser Feliz em Portugal – em casa” com Manuel de Sousa Antunes (ISCSP)

«Decorrido cerca de um ano de vida feita praticamente em casa e apesar de alguns momentos mais “desafiantes”, considero que, na globalidade, tenho sido feliz. Centrando-me no conceito, o meu estado-padrão de ânimo traduz-se em sentimentos de satisfação e agradecimento por tudo aquilo que recebo diariamente. Foco, portanto, no valorizar do que possuo e não naquilo do qual estou privado.
Para o acima exposto, afigura-se fundamental a existência de rotinas externas às impostas pela componente profissional, nomeadamente refeições e sono a horas definidas, momentos para a espiritualidade, leitura de todo o género de obras, exercício físico, confeção de petiscos gastronómicos, diálogo familiar à volta de um tema previamente definido e interações à distância com amigos. Não dou, portanto, tréguas ao tédio.
Diariamente, assisto somente a um serviço noticioso televisivo e consulto os meios de comunicação online no início e final do dia, mantendo-me a par dos acontecimentos, mas evitando “infoxicação” perniciosa para o equilíbrio mental. Neste capítulo, entre as minhas relações pessoais e familiares, busco e faço circular histórias positivas como forma de olhar e tentar fazer olhar para “o copo meio cheio”.
“Last but not least”, lugar à caridade, quer material, quer, sobretudo, em termos de atenção e disponibilidade para os que estão mais sós. Sim, porque a atual Pandemia veio incrementar o principal flagelo das sociedades ditas desenvolvidas: a solidão.
Entretanto, procuro aguardar serenamente pelo regresso da socialização física, desenhando, no entanto, desde já, roteiros para uma das principais minhas paixões: descobrir, dar a conhecer e partilhar locais para comer, beber, pernoitar, conviver, desfrutar e contemplar com família, amigos e colegas».

As escolhas de Manuel de Sousa Antunes, Presidente do Conselho Fiscal na Alumni ISCSP:

  • Espiritualidade: paróquia de Santo António do Estoril
  • Exercício físico: passeios a pé e corrida em locais “de baixo ajuntamento populacional” no concelho de Cascais
  • Livros: Cartas de Inglaterra (Eça de Queiroz), Em Busca do Tempo Perdido (Marcel Proust), Leonardo da Vinci (Walter Isaacson) e Fratelli Tutti (Papa Francisco)
  • Petiscos: tudo o que envolva enchidos, queijos, vinhos e variedades de pão tradicional

Artigos Relacionados: