Ser uma força positiva na comunidade faz parte da história e do presente da P&G

Cláudia Lourenço é a primeira mulher à frente da Procter & Gamble no mercado português. Assim que assumiu a função em 2018 definiu como prioridade: Servir as pessoas, com as pessoas e para as pessoas. Junto a uma equipa com cerca de 130 colaboradores, lidera a comercialização de mais de 30 marcas. 

«Assistimos a uma autêntica revolução no consumo de bens, com novas tendências que exigem uma rápida resposta», diz. Hoje, mais do que nunca, é crucial ouvir os consumidores e perceber como os tocar e melhorar as suas vidas. «Seja através das marcas de cuidado do lar, cuidado pessoal e saúde, seja com planos de cidadania corporativa que apoiam instituições que trabalham para fazer a diferença no âmbito social ou ambiental», partilha, detalhando ainda os apoios concretizados em contexto de pandemia com a EntrAjuda, a Cruz Vermelha Portuguesa ou a Rede de Emergência Alimentar.

A atual diretora-geral entrou na empresa há 23 anos através de um estágio de verão, estávamos em 1998. Começou como vendedora, Account Manager e Category Manager; passou pelo Trade Marketing, com experiência de integração de negócios e organizações resultantes de aquisições como a da Gillette; liderou a P&G Prestige Portugal (unidade de negócio de fragrâncias) durante cinco anos, foi responsável ibérica pela área de Operações de Vendas (equipa de lojas e backoffice) e depois pela Direção Comercial da P&G Portugal.


Colocámos a pergunta: Estamos a viver uma nova vida para as marcas? a alguns líderes, Cláudia Lourenço aceitou o desafio.

«Estamos a viver uma nova vida em todos os sentidos e para as marcas também. Assistimos a uma autêntica revolução no consumo de bens, com novas tendências que exigem uma rápida resposta. As marcas da P&G fazem parte do dia-a-dia das pessoas, pelo que a prioridade é estar ao seu lado em todos os momentos, servindo-as com produtos de qualidade, com respostas para as suas necessidades e com comunicação relevante e adequada.

Ser uma força positiva na comunidade faz parte da história e do presente da P&G. Ouvimos os nossos consumidores e percebemos como tocar e melhorar as suas vidas. Seja através das marcas de cuidado do lar, cuidado pessoal e saúde, seja com planos de cidadania corporativa que apoiam instituições que trabalham para fazer a diferença no âmbito social ou ambiental. Em Portugal, temos há mais de uma década uma importante parceria com a EntrAjuda, e, no contexto de pandemia, unimo-nos à Cruz Vermelha Portuguesa para multiplicar o nosso apoio e fazê-lo chegar de forma rápida a quem mais precisava. Além de agirmos de forma corporativa, também as nossas marcas são uma força positiva na sociedade. Por exemplo, até ao dia 4 de janeiro por cada produto Fairy comprado, iremos doar uma refeição à Rede de Emergência Alimentar.»

[O testemunho foi publicado na edição n.º 12 da revista Líder.]

Artigos Relacionados: