Sete princípios para ir além do digital

Apesar de vivermos, inequivocamente, uma era cada vez mais digital, tal não significa uma receita garantida de competitividade. No livro “Beyond Digital: How Great Leaders Transform Their Organizations and Shape the Future”, os autores Paul Leinwand e Mahadeva Matt Mani, dizem que é necessário ir para além do digital, procurar por desafios e construir diferenciação tecnológica, combinar conhecimento, processos, dados, cultura e modelos organizacionais que permitirão às empresas criar um valor único.

Através das lições adquiridas por meio dos sucessos e fracassos de várias organizações, o livro identifica sete princípios de liderança para moldar o futuro da sua empresa:

  1. Imagine o seu lugar no mundo: Veja para além do seu portfólio atual e determine qual o valor que pretende criar e para quem, certificando-se de ter uma visão única perante a concorrência e baseada nas suas capacidades. Esteja a par das tendências e das necessidades dos clientes, objetivo na forma como a tecnologia pode beneficiar o negócio, não investindo meramente pelo ato de investir, e reconheça a criação de valor combinando arte e ciência;
  2. Crie valor por meio de ecossistemas: Certos problemas são apenas resolvidos por redes de empresas e instituições que trabalham juntas para um propósito comum. É uma forma de prosperarem em tempos de incerteza, aproveitando recursos para fornecer propostas de valor com rapidez e flexibilidade;
  3. Construa um sistema de insights com os seus clientes: A sua empresa deve estabelecer uma base sólida de propósito e confiança com os clientes. Cada vez mais os clientes partilham dados e informações privadas, mas apenas se o valor que a empresa oferece for comum, e sentirem que os seus dados estão protegidos. Priorize a sua estratégia de dados, e use os insights que obtém para fortalecer as suas propostas de valor;
  4. Foque-se nos resultados: Construa uma equipa orientada para os resultados que reúna experiência, conhecimento, tecnologia, dados e comportamentos da sua empesa. Irá permitir um novo modelo orientado para os resultados, com uma equipa capaz de ultrapassar obstáculos e dedicada para demonstrar as suas capacidades;
  5. Inverta o foco: Também a equipa de liderança precisa de novas habilidades e mecanismos para evoluir. Dê tempo para refletir se tem as pessoas certas a trabalhar consigo e se o foco está nas coisas certas. Estarão a trabalhar juntos de forma eficaz? Inverter o foco requer pensamento ousado, forte capacidade de tomada de decisão e energia, necessárias para a liderança a fim de conduzir a equipa em direção ao progresso;
  6. Reveja o contrato social com os seus funcionários: Adote uma “abordagem liderada pelo cidadão”, para que os funcionários trabalhem e contribuam para a empresa de forma contínua, relembrando que cada um tem importância e traz impacto e soluções para o sucesso. Forneça um senso de comunidade e os materiais necessários para o desenvolvimento de habilidades e trabalho;
  7. Reflita a sua abordagem de liderança: Bons líderes precisam de ser estrategas e ter capacidade de execução, bem como ter fortes conhecimentos sobre a tecnologia e o ser humano, íntegros, voltados para a constante inovação. Por outro lado, não pode esquecer o seu lado mais humano. Deve continuar a ser humilde com as suas capacidades, compreender que também tem limites e, acima de tudo, possuir uma mentalidade global, reconhecendo que faz parte de um todo, participando ativamente na sua comunidade.

 

Artigos Relacionados: