Singapura atrai empreendedores e startups

Singapura tornou-se um dos principais hotspots de startups. A cidade estado com 63 ilhas, localizada na ponta sul da Península Malaia, no Sudeste Asiático, ficou em primeiro lugar no último Relatório de Competitividade Global do Fórum Económico Mundial, tanto no geral como em fatores como infraestrutura, saúde, funcionalidade do mercado de trabalho e desenvolvimento financeiro. O país ocupou a 13.ª posição em termos de capacidade de inovação e possui inúmeros fatores que atraem empreendedores.

Além de uma forte conetividade local e um fluxo de talentos de alta qualidade, o governo está no centro do esforço para implementar políticas favoráveis ​​às startups e assim atrair novas empresas e talentos para Singapura. As medidas incluem esquemas de redução e isenção de impostos, subsídios e infraestruturas de incubação e aceleração.

Graças aos esforços coordenados pelo governo e a um crescente ecossistema de financiamento privado, o investimento em Singapura aumentou drasticamente, de acordo com a Enterprise Singapore. Assim as startups na área da alta tecnologia, como produção avançada, soluções urbanas e saúde, começaram a ganhar impulso. O valor total do investimento em startups de alta tecnologia aumentou 260%, com as Fintech a continuarem a crescer.

O sucesso do setor das Fintech de Singapura deve-se, em grande parte, ao regulador financeiro do estado, a Autoridade Monetária de Singapura (MAS), que presta vários tipos de suporte. O Festival Fintech de Singapura x Semana de Inovação e Tecnologia de Singapura (SFF x SWITCH), o maior evento de inovação tecnológica e Fintech do mundo, atrai vários talentos para conectar, colaborar e cocriar ideias.

Michele Ferrario, da StashAway, que está a desenvolver uma plataforma de gestão de património digital, contou ao Fórum Económico Mundial que Singapura oferece uma ótima plataforma para iniciar e escalar serviços para mais de 600 milhões de pessoas que vivem no Sudeste Asiático. “Singapura é um lugar único, pois dá acesso aos mercados de rápido crescimento do Sudeste Asiático com os benefícios de um centro financeiro global.”

Artigos Relacionados: