Teletrabalho, a quanto obrigas?

Perante a atual circunstância em que nos encontramos, devido ao Covid-19, a maioria de nós continua a trabalhar. Uns obrigatoriamente têm de se dirigir ao seu local de trabalho e outros procuram-no fazer através do teletrabalho. É importante contribuirmos da melhor forma que possamos para que a “rotina” do País sofra o menos possível com toda esta situação provocada pela pandemia.

Vamos, então, falar do teletrabalho.

  • Algumas vantagens e desvantagens do teletrabalho para o teletrabalhador:
VantagensDesvantagens
FlexibilidadeIsolamento (no momento atual, devido ao Covid-19, até é uma vantagem)
Estar perto da famíliaPerda da comunicação informal
Condições de trabalho:

– vestuário mais descontraído;

– controlo do próprio trabalho;

– privacidade;

– controlo do espaço, níveis de barulho, etc.

Condições de trabalho:

– feedback em relação ao trabalho;

– espaço de convivência;

– excesso de trabalho;

– formação e desenvolvimento.

Poupança de custosDistrações em casa
Evita distrações do trabalhoAcesso a informação
Cuidado infantilRealização de tarefas domésticas
AutonomiaImagem profissional
Não existem políticas de escritório
Tempo para realizar outras atividades 
 

 

  • Recursos/ferramentas a que o teletrabalhador pode recorrer para:

– Gestão de tarefas e equipas: Trello, Google Calendar, Todoist, monday.com, Asana;

– Comunicação com clientes/fornecedores/colegas: Skype, Slack, WhatsApp Inc., Google GSuite;

– Video Conferências: Skype, Zoom Video Communications, Google Hangouts;

– Cloud & Share: Dropbox, Google Drive, Mega Drive;

– Cursos online: MasterClass, Udemy, Skillshare, Google Skillshop;

– Acesso remoto por computador: TeamViewer, Anydesk.

 

  • Dicas para quem está em teletrabalho:

– crie uma rotina, com blocos de trabalho e pausas;

– tenha uma lista de objetivos de trabalho a realizar para cada dia;

– trabalhe num ambiente adequado (silêncio, luminosidade, privacidade)

– estabeleça “time-slots” específicos para usar o telemóvel e enviar/ler emails;

– vista-se e não ande de pijama, é importante diferenciar a noite do dia;

– mantenha contacto com os seus colegas e superiores;

– saiba dar o dia de trabalho por terminado para se poder dedicar a outros assuntos/situações (e.g. lazer).


Por Ana Pinto, professora na Universidade de Coimbra e Consultora em Recursos Humanos

 

Artigos Relacionados:

Centro de preferências de privacidade

Cookies necessários

Publicamos cookies neste site para analisar o tráfego, memorizar as suas preferências, otimizar a sua experiência e apresentar anúncios.

PHPSESSID, __gads, _ga, _gid, gdpr[allowed_cookies], gdpr[consent_types], wordpress_test_cookie, woocommerce_cart_hash, woocommerce_items_in_cart, _gat_gtag_UA_114875312_1
IDE
__cfduid